Pin It

Como funciona o GTD e de que forma ele vai tirar as “coisas” de minha cabeça?

Nature & Scenery
Very Beautiful Sri Lanka Stock Images

Obs: Este texto não é meu.

Encontrei na net a um bom tempo e não lembro mais de onde tirei. Achei bem completo e resolvi publicar.

Para deixar a mente livre, precisamos transformar estas coisas em itens realizáveis, sobre os quais poderemos tomar alguma ação. Mas não basta criar simples listas de tarefas a fazer sem gastar o tempo necessário — e apenas o necessário — para analisar cada situação.

As coisas estão na sua mente porque você não:

  • definiu o desfecho desejado – qualquer coisa que defina o projeto como concluído. “Fazer a viagem para Fernando de Noronha”, “Concluir a tese de mestrado”, “Resolver o problema do cliente X”;
  • definiu a próxima ação realizável para fazer o projeto andar – se a única coisa que você tivesse para fazer na vida fosse conluir esse projeto, qual seria sua primeira ação? “Ligar para a agência de viagens”, “Escrever a tese no computador”, “Ficar a par do problema do cliente X”;
  • colocou lembretes do desfecho e das ações em um sistema confiável – as informações resultantes da sua análise devem alimentar um sistema consistente que você reavalie com frequência, mantendo-o atualizado.

Resumidamente, use os passos abaixo para transformar as coisas em itens concretos realizáveis:

como-funciona-o-gtd-e-de-que-forma-ele-vai-tirar-as-coisas-de-minha-cabeca

  1. Identifique todas as coisas da sua vida que não estão onde deveriam (feche todos os circuitos abertos);
  2. Exclua as coisas que não são suas ou que você não precisa no momento;
  3. Crie um local que você confia, suporte sua forma de trabalhar e seus valores;
  4. Arrume suas coisas nos seus devidos locais, consistentemente;
  5. Faça suas coisas de uma forma que valorize seu tempo, energia e o contexto do momento;
  6. Reitere e otimize, incansavelmente.

O GTD e o mundo Geek = paixão à primeira vista

A metodologia do Getting Things Done é extremamente bem difundida no mundo geek. De acordo com Merlin Mann, do site 43Folders, uma das referências do assunto, isto acontece pelos seguintes motivos:

  • geeks são desorganizados ou têm tendência a problemas de déficit de atenção;
  • geeks adoram avaliar, classificar e definir os objetos do seu mundo;
  • geeks querem listas de ações e esnobam “declarações de missão” e  outros jargões administrativos;
  • geeks gostam de coisas que funcionam com ferramentas de baixa tecnologia;
  • geeks gostam de framework, mas costumam ignorar regras;
  • geeks são especialmente abertos às mudanças (desde que demonstrado que funcionam melhor do que o que atualmente utilizam);
  • geeks gostam de adequar as coisas às suas próprias condições;
  • geeks possuem projetos demais e muitas e muitas “coisas”.

Onde encontrar mais informações sobre GTD

Sem dúvida, o primeiro passo de quem deseja realmente aprender e usar o GTD é ler o livro A Arte de Fazer Acontecer. Ele pode ser facilmente encontrado nas livrarias físicas, online e também nos sebos do Brasil, tanto na versão traduzida, quanto na original em inglês.

O FazendoAcontecer.net possui uma categoria específica sobre Produtividade e GTD e uma coluna semanal (que você está lendo agora) chamada Fazendo Acontecer com GTD.

Acompanhar outros blogs que tratam do assunto é mais uma forma importante de manter-se atualizado e, acima de tudo, trocar experiência através dos comentários, ao mesmo tempo que se conhece outras pessoas interessadas no tema. Alguns recomendados são (links diretos para as categorias específicas): Efetividade.net e o FatorW (português), 43Folders e Stepcase Lifehack (inglês).

A página da empresa de David Allen também deve ser visitada, assim como o blog oficial, GTDTimes. Estes sites são frequentemente atualizados com artigos e vídeos do pai da criança em pessoa. David Allen também pode ser seguido pessoalmente no Twitter.

O grupo de discussão GTDbr, em português, é bastante movimentado e conta com mais de 1000 associados.

Missão cumprida

Acredito ter cumprido, com este [longo] artigo uma lacuna do blog. Reuni, na minha opinião, as informações elementares do GTD. Espero que vocês gostem e se interessem, assim como eu me interessei, pela metodologia. Claramente, ela não apresenta nenhuma teoria ultra-moderna, porém facilita muito nosso dia-a-dia quando bem aplicada.

No fim das contas, o resultado mais importante é que sobra mais tempo para as coisas realmente boas da vida. Vamos aproveitá-las!

Veja também:

Compartilhe:

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

Um comentário em “Como funciona o GTD e de que forma ele vai tirar as “coisas” de minha cabeça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *