Pin It

Aparelho destrói tumores cerebrais

electrical-fields-11Destruindo tumores: Um paciente envolvido nos testes que ainda tinha o cãncer no cérebro mesmo depois de quimioterapia, radioterapia e cirurgia teve uma recuperação completa. A ressonãncia mais acima mostra o cãncer no lado esquerdo do cérebro antes do tratamento. A imagem produzida abaixo, oito meses depois do tratamento, não mostra nenhum tumor.

Crédito: Yoram Palti

Uma empresa israelense está conduzindo testes em humanos de um dispositivo que utiliza campos elétricos de baixa intensidade para destruir células cancerí­genas sem afetar as células normais. O dispositivo está nos últimos estágios de testes clí­nicos no EUA e Europa contra o glioblastoma, uma forma letal de cãncer cerebral. Também está sendo testado na Europa para que seja avaliada sua eficiência contra cãncer de mama. Em testes de laboratório em animais, tratamento com campos elétricos já provaram matar células cancerí­genas de todos os tipos.

A terapia de campo elétrico foi desenvolvida por Yoram Palti, um fisiologista do Instituto de Tecnologia de Israel, que criou a empresa NovoCure para comercializar o tratamento. Os campos elétricos de Yoram explodem células em divisão e não tem impacto em tecido normal. O comprimento do campo elétrico gerado pelo dispositivo ataca apenas células que está se dividindo. Já que as células normais dividem-se a uma taxa muito mais lenta que as cancerí­genas, os campos elétricos afetam apenas estas. “O calcanhar de Aquiles das células cancerí­genas é o fato de elas terem que se dividir”, disse Herbert Engelhard, chefe do departamento de neuro-oncologia na Universidade de Illinois, Chicago (EUA).

Mesmo depois de quimioterapia, radioterapia e cirurgia 85 a 90% de pacientes com glioblastoma não conseguem conter o avanço da doença e as taxas de sobrevivência são baixas, disse Herbert. Dez pacientes seus com glioblastoma, que esgotaram suas esperanças com outros tratamentos, estão envolvidos com os testes do incomum tratamento. Ele disse que os resultados são encorajadores, mas que ainda é cedo para comentar sobre sua eficácia.

Os efeitos diferenciados dos campos elétricos em células normais e nas que estão se dividindo tem haver com geometria. Uma célula em divisão tem o que Yoram chama de “forma de ampulheta ao invés de arredondada”. O campo elétrico gerado pelo dispositivo da NovoCure passa ao redor e através células redondas de maneira uniforme. Mas o “pescoço” que se forma entre células na fase de divisão age como uma lente, concentrando naquele ponto o campo elétrico. Esse campo não-uniforme destrói as células em divisão. O campo elétrico destrói moléculas importantes como DNA e proteí­nas estruturais que empurram os cromossomos durante a fase de divisão. As células em divisão simplesmente “desintegram”, disse Yoram.

Ele vem estudando o efeito de campos elétricos nas células há anos e disse que observou o mecanismo de modelos computacionais e experimentos de laboratório. “A fí­sica que aplicamos é consistente”, disse David Cohen, professor associado de radiologia da Escola Médica de Harvard.

Pacientes dos testes clí­nicos do glioblastoma usam o dispositivo quase sempre, carregando os componentes necessários em uma maleta. Um fio emerge dela e conecta-se a eletrodos adesivos que cobrem a cabeça. Campos elétricos alternados passam través do crãnio até o cérebro. O FDA que regula este tipo de teste nos EUA aprovou o dispositivo para o último estágio dos testes clí­nicos contra glioblastoma depois de promissores resultados de um estudo em 10 pacientes, cujo um deles recuperou-se completamente. [Technology Review]

Veja também:

Compartilhe:

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

9 comentários em “Aparelho destrói tumores cerebrais

  • 16 de fevereiro de 2008 em 21:25
    Permalink

    Gostaria de saber mais sobre esse metodo para curar o glioblastoma.Tenho um irmao que esta com um glioma em nivel 3.
    Como li acima vi que esse aparelho estar em teste nos USA e Europa.Moro em New Jersey,USA.
    Gostaria de mais informacoes,se ja estar disponivel o uso desse aparelho,mais detalhes.
    Aguardo resposta imediata.

    Grato.

    Resposta
  • 24 de fevereiro de 2008 em 22:15
    Permalink

    infelizmente não disponho de maiores informaçíµes.
    Vou pesquisar e se encontrar algo, posto aqui, ok?
    Tente encontrar algo ai nos EUA, através de grupos de apoio ou centros hospitalares de pesquisa.
    Grande abraço.

    Resposta
  • 31 de julho de 2008 em 08:06
    Permalink

    Li seu artigo!
    Tenho um cunhado com diagnostico de glioblastoma, esta fazendo tratamento com TEMODAL e radioterapia, fez cirurgia a 1 mês.
    A alguma notica nova deste tratamento?

    Obrigado
    Abraços

    Resposta
  • 8 de agosto de 2008 em 20:48
    Permalink

    Não tive mais contato, mas você deve achar alguma novidade no bom e velho Google.

    Resposta
  • 13 de maio de 2009 em 20:23
    Permalink

    Li seu artigo gostária de saber mais informações Tenho um irmão cm GBM IV , ja fez três cirurgias, e agora os medicos dizem que não tem mais o que fazer. ele é consciente orietado, tem uma vontade imensa de viver. se soube o endereço ou imail para contato que esse grupo em experiência gostária de saber. Já fez radioterapia, qimioterpia, após os procediento cirurgicos apresentou osteomieite ,retirou parte ossea, fez miningite por punção de cateter peridural para fechamento de fistula .
    Ele tem apenas cinquenta anos , se poder obter essas informaçõs ficarei muito agradecida.

    Resposta
    • 4 de junho de 2009 em 22:12
      Permalink

      Dalvinisa: Infelizmente a info que tenho é só essa. Se achar algo informo, ok?
      Abraço e FÉ.
      Viviane, boa sorte.

      Resposta
  • 22 de maio de 2009 em 10:20
    Permalink

    olá!
    voces já oviram falar no tratamento com alcool perilico?
    minha mae tem gbm e começou recentemente com o alcool.estamos animados….abraços

    Resposta
  • 16 de junho de 2010 em 06:17
    Permalink

    Minha filha está em tratamento sobre um glioblastoma grau IV,gostaria
    de informações melhores possíveis sobre como tratar.
    Aguardo com urgencia.

    Resposta
    • 17 de junho de 2010 em 13:00
      Permalink

      Infelizemente não tenho mais informação do que a já postada. Se alguém souber mais ae galera…

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *