Pin It

O mundo parece um vale de flores mortas.

flores_mortas

O coração arde dentro do peito.

Os olhos marejados não deixam ver direito.
De vez em quando, um sorriso escapa.
Passa empurrando com força, toda a desgraça.
O perfume da ausência se adianta.

O coração, sem beleza, desencanta.
Os sonhos se foram.
O horizonte parece tão distante.
O futuro à frente, árido e agonizante.

Minhas mãos vão em tua direção.
Meus pensamentos estão em tuas mãos.
Nosso futuro está em meus pensamentos.
Meu desejo está em nosso futuro que é meu alento.

Acordo e estou no escuro.
Não existo, não sou nada, não tenho ninguém.
Amanha é um novo dia.
Daqui a pouco o relógio marcará nova hora.

Pena que você vai embora.
Uma tênue esperança meu coração acalora.
Quem sabe tudo isso não é só um sonho ruim.
Daqui a pouco o relógio toca. Está na hora.

Veja também:

Compartilhe:

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *