Se se calasse o ruído

Compartilhe:
  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tradução livre da música:
Si se callase el ruido
Artista: Ismael Serrano
Álbum: Sueños de un hombre despierto
Data de lançamento: 2007

Não te deixarão dormir esses estrondos infinitos
que tentam encher os dias de sombras e inimigos.
Um estrondo trovejante, insiste em silenciar
as perguntas, as nuances, o murmúrio dos “ojalás”.

Ruído de patriotas que se envolvem em bandeiras,
Confundem a pátria com as ordens das suas cavernas.
Ruído dos convertidos que, caídos do cavalo,
Semeiam seu rancor perseguidos por seus pecados.

Se se calasse o ruídos
ouvirias a chuva cair
limpando a cidade dos fantasmas,
Te ouviria falando em sonhos
e abriria as janelas.

Se se calasse o ruído
talvez pudéssemos conversar
e soprar sobre as feridas,
talvez entenderias
que nos fica a esperança.

Ruído de iluminados gritam desde suas fogueiras
Trazendo o fim do mundo… a luz da diferença.
Ruído dos inquisidores nos falando de liberdades
rasgando, com seus gritos, seu verniz de tolerantes.

Nunca teve a batalha, tanto ruído de guerreiros,
Eles trazem de suas ameias, a paz dos cemitérios.
Fale-me sobre seus abraços, sobre o nosso amor imperfeito
da luz de sua utopia, que sua voz cubra essa ruptura.

Se se calasse o ruídos
ouvirias a chuva cair
limpando a cidade dos fantasmas,
Te ouviria falando em sonhos
e abriria as janelas.

Se se calasse o ruído
talvez pudéssemos conversar
e soprar sobre as feridas,
talvez entenderias
que nos fica a esperança.

Se se calasse o ruídos
ouvirias a chuva cair
limpando a cidade dos fantasmas,
Te ouviria falando em sonhos
e abriria as janelas.

Se se calasse o ruído
talvez pudéssemos conversar
e soprar sobre as feridas,
talvez entenderias
que nos fica a esperança.

ouvirias a chuva cair

limpando a cidade dos fantasmas,

Te ouviria falando em sonhos
e abriria as janelas…

Se se calasse o ruído
talvez pudéssemos conversar
e soprar sobre as feridas,
talvez entenderias
que nos fica a esperança.

Se se calasse o ruídos
ouvirias a chuva cair
limpando a cidade dos fantasmas,
Te ouviria falando em sonhos
e abriria as janelas…

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja bem vinda, bem vindo!

Assine nossa lista  e, além de receber nossa newsletter com as novidades do site,
Ganhe 2 E-books Grátis:

Escreva Seu Livro
  • Escreva Seu Livro, o passo a passo para começar hoje mesmo!
  • 28 Mapas Mentais com as regras de ortografia e gramática, que todo estudante deveria saber!

Sucesso na inscrição!

Ocorrou um erro ao tentar encaminhar seu pedido. Por favor, tente novamente.

A Arca.com will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.