Diários de motocicleta

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

diariosUm maravilhoso filme de Walter Salles, contando a a aventura destes dois argentinos em 1952, na travessia do continente sul-americano com uma motocicleta Norton 500, chamada de La Poderosa, de Buenos Aires í  Caracas.
Baseado nos livros de Ernesto “Che” Guevara de La Serna (Notas de viaje) e Alberto Granado (Con el Che por America), nos conta uma história emocionante e sobre tudo, instigante.
Cheguei a ficar meio deprimido, após ver o filme pela primeira vez. Em parte por que sou argentino e muitas das paisagens me trouxeram lembranças, mas mais que nada, pelo conteúdo.
O filme mostra como um garoto que sai para uma aventura juvenil, se transforma no revolucionário Che Guevara, homem que tentou mudar a história e dedicou a vida a um ideal.
Mas por que ficar deprimido?
O filme nos mostra as injustiças que se espalhavam pela américa dos anos 50 e que nós, viventes do século XXI, ainda vemos nos jornais e que, apesar da indignação, não fazemos nada para mudar.
Fazer o quê? Nos perguntamos.
Não posso fazer nada, responde aquela voz covarde, vinda dos nossos corações.
Sempre podemos fazer. Não temos é a coragem e o desprendimento necessários aos atos heróicos que poderí­amos/terí­amos que empreender.
Não somos heróis!
Por isso, seguimos em frente, levando nas costas, os vagarosos dias da nossa vida medí­ocre.
Mas olhado para o lado, vejo meus filhos, milha mulher, minha mãe e me alegro.
Vamos caminhando e fazendo o nosso melhor.
Tentando nos esquivar da covardia que espreita nas sombras do nosso dia-a-dia.

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

3 comentários em “Diários de motocicleta

  • em
    Permalink

    Belas palavras que traduzem o mesmo sentimento que este filme despertou em mim.

    Resposta
  • em
    Permalink

    esse filme é muito podre, é ruim pra
    caramba,
    ooooorrrriiiiiiivvveelllllllllll!!!!!

    Resposta
  • em
    Permalink

    Pena que você pensa assim. Eu achei muito legal. Você não gostou nem daquela parte engraçada em que o Alberto Fuentes derramou óleo quente sobre o Ricardo Granado?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja bem vinda, bem vindo!

Assine nossa lista  e, além de receber nossa newsletter com as novidades do site,
Ganhe 2 E-books Grátis:

Escreva Seu Livro
  • Escreva Seu Livro, o passo a passo para começar hoje mesmo!
  • 28 Mapas Mentais com as regras de ortografia e gramática, que todo estudante deveria saber!

Sucesso na inscrição!

Ocorrou um erro ao tentar encaminhar seu pedido. Por favor, tente novamente.

A Arca.com will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.