Pin It

Gotas de Chuva

Levantou e saiu, caminhando, para a chuva torrencial. Pela primeira vez em dias, abandonava o abrigo que aquela arvore lhe proporcionava, daquela chuva sem trégua. Concentrava-se na areia molhada sob os pés e relembrava os tempos em que tudo era diferente. Os tempos em que as coisas não eram tão molhadas. Seus cabelos não tardaram em ficar encharcados e aquela opressão causada pelas gotas caindo sobre sua cabeça voltou rapidamente. Começou a correr, primeiro trotando procurando outro lugar para ficar, um lugar de onde pudesse chegar as montanhas em uma outra incursão, em um outro dia, depois mais rápido com certo desespero.

Estava correndo, já nem sabia há quanto tempo. Seu fôlego dava sinais de estar enfraquecendo e nada. Resolveu então, em sua loucura úmida, correr até o topo do penhasco e com o que lhe restava de forças começou a escalada. O poncho nego completamente ensopado e as rajadas de vento aumentavam a sensação de frio, mas ele tinha que chegar ao topo. Na mente tempestuosa o pensamento no encontro com Deus. Ele tinha de chegar. Pedras rolaram em um ponto mais í­ngreme e ele caiu. Não se importou com o sangue escorrendo do joelho e continuou em sua corrida desvairada rumo ao topo, ao céu.
Chegou. Caiu e ficou ali, deitado por alguns minutos, ofegante e cheio de esperança. Ele já sonhara e agora ficaria livre.
Levantou-se e olhou a paisagem. Era como a do sonho, porém molhada. Abriu os braços e adquiriu a aparência de um imenso pássaro negro. Ele sabia o que estava por acontecer, já o sonhara. Respirou fundo e atirou-se para o vôo. Era maravilhoso, era como no sonho só que o fim chegou muito mais rápido. Mais um trovão se fez ouvir. Um vulto negro; morto, descansava ao pé da montanha.

Veja também:

Compartilhe:

MigX

Engenheiro, funcionário público, metido a escritor e ilustrador... Publicou na Quark, Scarium e e-nigma. Membro fundador da Oficina de Escritores, vem tentando sua própria jornada do herói na vida, e a viagem do escritor, nos blogs e na OE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *